Página Principal > Curso de Formação > II – Curso de formação de analistas

II – Curso de formação de analistas

O Curso de Formação tem como meta fornecer subsídios para a aquisição, ampliação e utilização de conhecimento no campo da Psicologia Analítica, assim como acompanhar o desenvolvimento e aprofundamento do exercício profissional.

O processo de formação requer a confluência de quatro instâncias fundamentais:

a. análise;
b. exercício profissional;
c. supervisão;
c. currículo teórico – prático (seminários, workshops, encontros, reuniões clínicas).

1. Análise

A análise do candidato é alicerce fundamental do processo de formação sendo o processo de análise independente do Curso de Formação. Os critérios quanto à necessidade mínima de análise pessoal são:

a) antes de ser admitido como candidato ao Curso de Formação, o mesmo deve ter cumprido pelo menos 100 (cem) horas de análise individual, num intervalo máximo de 2 anos;
b) até o final do Curso de Formação o candidato deve completar 300 (trezentas) horas de análise com analista junguiano membro da IAAP; 150 horas de análise, no mínimo, devem ser cumpridas durante o Curso de Formação, com analista membro da IAAP.

2. Exercício profissional

O candidato deve manter-se em atividade profissional como psicoterapeuta, durante o processo de formação, em consultório e/ou Instituição.

3. Supervisão

O processo de supervisão, durante o período de formação, realiza-se através de supervisão na Instituição comportando: 60 (sessenta) horas de supervisão em cada ano, num total de 180hs, sendo esta feita em grupo e seguindo a programação de cada período. Além destas horas, o candidato deve cumprir 50 (cinqüenta) horas de supervisão individual pessoal.

4. Currículo do Curso de Formação

O currículo do Curso de Formação consiste de seminários, workshops, reuniões clínicas, encontros multidisciplinares, palestras e conferências com convidados estrangeiros e nacionais.

O currículo apresenta quatro áreas de discussão e aprofundamento teórico-prático, desenvolvidas da seguinte maneira:

Campo da psicologia analítica (1o e 2o semestre);
Desenvolvimento da personalidade (3o e 4o semestre);
Psicopatologia e técnicas expressivas (5o e 6o semestre);
Opus (7o e 8o semestre).

5. Avaliação

Durante todo o curso de Formação os candidatos são avaliados de forma objetiva e subjetiva por todo o corpo docente que participar das atividades de formação.
A avaliação, em si mesma, configura um processo objetivo e subjetivo. Dessa forma, estarão sendo avaliadas todas as atividades que configurem cumprimento de tarefas, empenho e dedicação na realização de seus trabalhos escritos, presença e participação efetiva nos seminários (leitura, compreensão dos textos, correlações simbólicas), workshops, encontros, reuniões clínicas e supervisões.
A avaliação subjetiva será sempre pautada pelo respeito à individualidade, criatividade e estilo do candidato na condução de suas atividades profissionais, na relação com seus colegas e na interação com a Instituição.
A avaliação, com a finalidade de orientar e retroalimentar o processo de formação, pretende ser um instrumento a serviço do processo de formação e individuação do candidato.

6. Acompanhamento

Está previsto, durante o curso, acompanhamento individual e grupal. O(a) diretor(a) do Instituto de Formação C.G.Jung do Rio de Janeiro e a Comissão de Ensino realizam reuniões periódicas com o grupo de candidatos para discutir o programa, o desenvolvimento do curso, o planejamento de atividades, os encontros científico-culturais, as dificuldades emergentes, e os assuntos referentes ao ensino.

7. Monografia de conclusão de curso

O trabalho de conclusão do Curso de Formação consta da realização de uma monografia.
Entende-se por monografia um trabalho redigido, dissertativo, onde se utilize atividade reflexiva, exercício de consciência crítica, criatividade na elaboração de idéias e procura de elucidação das questões avaliadas. A monografia se caracteriza pela especificidade de abordagem a um tema (monós). A monografia pode ser teórica, clínica (estudo de caso) ou teórico-clínica.

8. Duração do curso

O Curso de Formação estende-se por 10 (dez) semestres assim distribuídos:

a) os primeiros oito semestres constam de atividades didáticas, desenvolvidas através de dois seminários semanais, com duração de 2 horas e 30 minutos cada, e de atividades de supervisão grupal e individual, workshops , encontros e reuniões clínicas;
b) o nono e décimo semestre do curso são reservados à elaboração final da monografia, a qual deve ser entregue até o final do décimo semestre, após o qual são marcadas as bancas examinadoras;
c) durante o nono e décimo semestres devem ser completadas as horas de supervisão individual pessoal;(obrigatórias)
d) quando o candidato não tiver completado horas de análise, deve fazê-lo impreterivelmente nos nono e décimo semestres.
e) em havendo situações excepcionais as questões serão discutidas e resolvidas pela Comissão de Ensino.

9. Conclusão

O candidato torna-se membro analista após conclusão do Curso de Formação, quando então deve ter cumprido as seguintes etapas:

a) 4 anos de atividades teórico-práticas, com todos os trabalhos, exigidos anualmente pela Comissão de Ensino e pelos coordenadores de seminários, entregues e aprovados;
b) 50 horas de supervisão individual pessoal, a partir do 4o ano do curso de formação;
c) 300 horas de análise com analista membro da IAAP. 150 horas, no mínimo, serão realizadas durante o período de duração do Curso de Formação;
d) monografia aprovada pela banca examinadora.

Após o cumprimento de todas as formalidades legais enunciadas, o candidato é declarado membro analista, sendo diplomado em Assembléia Geral.

A Formação de Analistas Junguianos constitui-se como um organismo vivo e dinâmico que precisa estar constantemente sendo avaliado e reestruturado a fim de se adaptar com flexibilidade e eficiência às necessidades da Instituição e dos candidatos. O presente regulamento configura um instrumento de trabalho a serviço do Curso de Formação do Instituto de Formação CGJung de São Paulo-SBPA e da Associda Rio de Janeiro.

Assim sendo, a Comissão de Ensino do Instituto de Formação CGJung de São Paulo se reserva o direito de alterar o presente regulamento em qualquer momento que a realidade do Curso de Formação demandar por reformulações.

Veja: Sobre o Curso de Formação

Procurando por alguma informação no site e não encontrou?